CADASTUR: 26.077746.10.0001-03

CNPJ: 24.373.791/0001-63 

contato@maniadetrilha.com.br

 

Benício Primo   - (11) 98673-4020

Eduardo Ribeiro - (11) 97351-4359

Giovanna Moraes - (11) 96852-2364

Siga-nos nas redes sociais:

  • Facebook - círculo cinza
  • Facebook - Black Circle

A tradição de consumir uvas e vinhos foi trazida pelos Italianos, que chegaram à região de Jundiaí na primeira metade do século XVII. Devido à colonização, Jundiaí possui uma forte influência italiana representada pelas festas, restaurantes e até bairros bem tradicionais. E como um bom descendente de Italiano, o Jundiaiense também aprecia um bom vinho. Em cada cantinho de Jundiaí podemos encontrar adegas artesanais, vinícolas e produtores de uva. Por essas e outras, Jundiaí é conhecida como a cidade da uva e do vinho.

 

Nessa postagem falamos sobre as 15 ADEGAS QUE VOCÊ DEVE CONHECER EM JUNDIAÍ-SP:

Beraldo Di Cale

A adega situa-se na divisa de Jundiaí-SP e Jarinú-SP, no bairro Caxambu que em tupi guarani significa "batuque", uma homenagem as manifestações culturais dos escravos que pertenciam as Fazendas de Café no século 19.

No Sítio você pode desfrutar da Adega e um aconchegante restaurante, ambos nomeados "Beraldo di Cale" batizada com este nome em homenagem ao avô Beraldo, nascido em Cittaducale na Itália, e que em 1905 veio com seus pais para o Brasil.

1/8

Adega Brunholi

Fundada em 1991 a Adega Brunholi é, sem dúvidas, uma das adegas mais completas da cidade. Conta com um restaurante onde servem o famoso Café Colonial, almoço pra ninguém botar defeito, mini fazenda com diversos animais, playground e um charmoso museu adaptado dentro de um tonel de vinho. Algo que não podemos deixar de falar é sobre a variedade de vinhos que eles disponibilizam, são mais de 100 rótulos do mundo todo e claro seus produtos exclusivos. 

1/4

Adega do Português

José Coelho Capitão e sua esposa Fernanda chegaram no ano de 1964, e em 1970 moeram algumas uvas que tinham em suas terras e as espremeram em guardanapos caseiros, assim mesmo de forma bem artesanal. Dali em diante não pararam mais de produzir vinhos e hoje possuem diversos tipos de vinhos, sucos, licores e até mesmo Cooler com Vinho de Pêssego ou Abacaxi. Além disso não podemos deixar de falar que a Adega do Português é única adega de origem Portuguesa da cidade e está localizada no bairro Ivoturucaia.

1/16

Adega Fontebasso

Com o charme da roça e a simplicidade do interior, a Adega Fontebasso produz 7 tipos de Vinhos, Jeropiga artesanal, massas caseiras, doces em conserva, pimenta em conserva, suco de uva integral, bagaceira artesanal, licor artesanal, caqui, uvas de mesa e até uvas viníferas. 

1/6

Adega Galvão

1/11

Mais uma adega localizada no bairro do Caxambu e de origem Italiana. Teve início com o  Sr. Galvão que comprou o sítio onde a adega está localizada e aproveitou suas terras para cultivar a uva, já que tinha esse conhecimento desde a época em que vivia na Itália. Atualmente a Adega produz vinho, suco, licores e as elogiadas cervejas artesanais.

Localizada no bairro da Roseira, a Adega traz o requinte da simplicidade e bom gosto, com produções de vinhos artesanais de alta qualidade e um sabor marcante da uva. Na Adega também podemos encontrar licores, sucos e frutas. Alem de tudo isso você pode participar do Colhe & Pague entre 20 de Dezembro a 30 de Janeiro.

1/9

Adega Marquesim

A Família Marquesim tem origem em Treviso na Itália, mas chegaram em terras brasileiras no ano de 1888. Após sua chegada foram destinados a Jundiaí, onde trabalharam em lavouras de café e com o tempo conseguiram suas próprias terras. Em 2000 começaram a produzir vinhos de ótima qualidade da uva tipo Curbina e a famosa Niágara Rosada. 

1/13

Vinícola Castanho

Com quase 60 anos de história, a vinícola Castanho começou suas atividades com a produção de cachaça, mais especificamente com a cachaça "Ponte torta" em homenagem a ponte torta localizada na Vila Arens de Jundiaí.

A Vinícola dispõe um passeio de trator pelos seus parreirais com vista privilegiada para a Serra dos Cristais, tour com degustação armonizada e um vinho pra não botar defeito. 

1/10

Adega Maziero

Fundada há quase 130 anos, a adega Maziero é nacionalmente conhecida por ter fornecido o vinho

(rosé suave)  para o Papa Bento XVI e toda sua equipe quando estiveram no Brasil em 2013.

1/5

Casa Cereser

Fundada em 1926, chamava-se Fábrica de Vinhos Humberto Cereser, ao longo dos anos transformou-se em Viti-Vinícola Cereser e consagrou-se como uma das maiores fabricantes de bebidas alcoólicas da América Latina. Em 2014, com o objetivo estratégico de separar a atuação da marca Cereser como produto líder na categoria Sidra do seu extenso portfólio de produtos, passou a atuar como CRS BRANDS.

Atualmente a Casa Cereser é dona da maior linha de envase de espumantes do mundo e tem uma ilha variada com sidras, vinhos, vodcas, conhaques e outros destilados, que atendem diferentes perfis de consumidores de todas as regiões do país e são exportados para mais de 45 países na América Latina, África e Ásia.

1/4

Adega Santa Cecilia

Desde 1974 o Sitio Santa Cecilia produz seus próprios vinhos com as uvas cultivadas em suas terras no Bairro do Traviú que em Tupi Guarani significa "companheiros de viagem" . No sítio atualmente tem em torno de 95,000 pés de uva que produzem não só o vinho, mas como a espumante, licores, cachaça e outros.

As visitas aos parreirais de uvas são sempre bem vindas e repleta de explicações sobre o processo de cultivo da uva e vinificação, e claro não pode faltar a degustação dos produtos que o sítio tem a oferecer.

Durante a Festa da Uva de 2018 também foram realizados passeios turísticos com Colhe & Pague, levando os  turistas a momentos nostálgicos que remete a infância, colhendo as frutas diretamente do pé.

1/11

Alem de produzirem o vinho Dom Martê (Cabernet, Sauvignon, Merlot, Chardoné, Curbina, Bordô, Moscatel e Niágara) também produzem Licores de Jeropiga e Pinga com Uva, também não podemos deixar de falar do vinagre de Vinho e Vinagre de Mel. O nome "Dom Martê" também se da ao restaurante da família localizado no Bairro do Caxambu.

1/5

A Adega apesar de nova, possui muita experiência com Ivan Lucio de Oliveira, que aos 12 anos por influência de seus tios maternos, produziu seus dois primeiros litros de vinho branco da uva Niágara. Em 2007 começou sua Adega com a primeira Safra e vem surpreendendo com seus maravilhosos vinhos. 

1/4

O sítio da Família Vendramin fica no bairro do Caxambu, e atualmente é comandado por mulheres. Inicialmente a família Vendramin chegou em Campinas por volta de 1887. Com a falta de mão de obra na cidade de Jundiaí por conta da libertação  dos escravos, a família se mudou para lá, dedicando-se à agricultura. 

No sítio você encontra frutas de altíssima qualidade, linguiça caseira, vinagre, doces, cachaças, jeropiga e claro os tradicionais vinhos artesanais.

1/15

Adega Sibinel

A adega produz vinho desde 1931, e vem mantendo sua tradição desde então. Surpreende a qualidade de suas uvas e de seu vinho, e principalmente a variedade de uvas plantadas em suas terras. A Adega também está localizada no bairro do Caxambu e lá você pode adquirir uvas fresquinhas da cidade de Jundiaí-SP. 

1/8

Se você ficou interessado conhecer alguma dessas adegas, entre na nossa agenda do projeto Mania de Jundiaí, verifique quais adegas fazem parte do roteiro e escolha o seu passeio.